Ashes of the innocent

Isto foi fogo, no mais puro sentido da palavra. fogo posto, do qual as chamas ferveram dentro de mim, senti-o a queimar-me por dentro, sempre mais forte e mais intenso. até que começou a doer, dor essa que se pode descrever como constante e crescente. agora, o que ficou? nada. ficaram as cinzas do que outrora vivia dentro de mim e o cheiro a queimado impregnou-se em todos os recantos. e só isso resta, sentimentos queimados. sentimentos esses que espero que o vento leve. mas sinceramente, não sei propriamente como lidar com esta devastação sozinha.

2 comments: