chapter 7 - did I miss something?

No dia seguinte, Chloe e Christina foram as compras para verem se encontravam uns vestidos brancos para a 'Themeparty' que o dirty house ia fazer. Tinham dado voltas e voltas em Oxford Street, sem sucesso algum. esquisitas como eram, encontrar uns simples vestidos brancos tornou-se numa tarefa extremamente complicada. quando já quase tinham perdida a esperança, depararam-se com uma lojinha, que se situava numa esquina, ao fundo da rua. era uma loja bastante pequena, mas tinha uma bonita colecção de vestidos e de fatos com um toque vintage. entraram, e pouco tempo depois, saíram ambas com um vestido. após terem encontrado o que realmente necessitavam, foram esvaziar um pouco mais os seus cartões de créditos, começando já as compras para o inverno que estava a porta.
-Até a festa temos de perder uns quilos!, queixou-se Christina.
-Desculpa? Tu precisas é de terapia...e de vir comer uns gelados comigo.
-pensava que comer gelados para ti servia como terapia.
-para mim sim. contigo, é preciso medidas mais drásticas.
Christina fez-se de ofendida ripostando um frio "what-ev-er!". Instantaneamente, Chloe abraçou-a com todas as forças, com intenção de a irritar.
-sabes que me adoras!, afirmou ela, rindo-se.
e assim caminharam a longa rua de Oxford Street.

Após longas horas de compras, Chloe, cheia de sacos nas mãos, chegou a casa. sentia-se exausta e só via a cama afrente. mandou os sacos para cima do sofá e, chegada ao quarto, deixou-se cair que nem uma pedra em cima da cama desfeita. Quando se aprontava a fechar os olhos, começou a sentir uma vibração vindo do bolso das suas calças de ganga.
"Quem é que não me quer deixar descançar", pensou, revirando os olhos ao mesmo tempo. enfiou os dedos no bolso, tirando o telemóvel deste. Uma mensagem recebida, estava escrito no ecrã. era de ethan. já não falava com ele desde a aquela vez que tinham tomado o pequeno almoço juntos, ou seja, há 3 dias. carregou no botão para abrir a mensagem.
"quando é que tencionas acabar a temporada?" ao ler isto, ela tentou conter um sorriso. ponderou um pouco sobre a mensagem mas depois de uns minutos, acabou por responder "9pm, hoje a noite" que depois, se limitou a enviar, carregando no botão send.

tinha estado a dormir toda a tarde e quando deu por si, estava a campainha a tocar. num ápice, olhou para o relógio que se situava em cima da mesinha de cabeceira; eram 9 horas. apressou-se a ir para a porta e quando a abriu, la estava ele. estava com as mãos enfiadas nos bolsos e tinha uma baggy jeans vestidas, juntamente com uma camisa azul marinha. o cabelo estava semi-despenteado. quando olhou para ela, esboçou um sorriso quadrado acompanhado de um "Hello"
-ah, és pontual. um ponto que não temos em comum. entra., gozou ela.
da forma mais descontraída, ethan penetrou o apartamento que desta vez, já conhecia melhor.
- queres beber alguma coisa? ou comer alguma coisa?, perguntou ela.
um "não" seco saiu da boca dele. nem sequer a tinha olhado nos olhos, algo que ela estranhou.
-so...podes por o cd no DVD player. eu volto...já.
ficou calado, e fez o que ela lhe disse.
"estranho", pensou ela, erguendo a sobrancelha. foi então a cozinha buscar um sumo de laranja e quando voltou a sala, estava ele sentado no sofá com o comando na mão, pronto para continuarem a ver a temporada. esta sentou-se do lado oposto de onde ele estava. ele parecia estar a ignora la, visto que não lhe perguntou se ela queria começar a ver. então, tirou-lhe o comando da mão.
-esta tudo bem?
-diz-me tu.
-oh, falaste!
-sarcástica, segundo ponto que não temos em comum.
-pelos visto não esta tudo bem.
-diz-me tu.
-o que é que eu fiz?
-exactamente, não fizeste nada.
-okay...explicações, please.
-dava-te assim tanto trabalho mandares uma mensagem a perguntares "tudo bem?" ou "queres sair?" ou sei la, algo!
-não costumo fazer isso.
-ah..okay, acho que estou a perceber.
-não estou a gostar desta conversa ethan!
-sim, presumo que não deves gostar de lidar com coisas inconvenientes.
ofendida, levantou-se e desligou a televisão. de seguida, andou até a porta e abriu-a.
-Adeus., disse ela, apontando o dedo para fora do apartamento.
-Hun?
-Hun o quê? eu disse adeus.
ethan, confuso, levantou-se.
-não te conheço, és um estranho. e se não dou explicações dos meus actos a pessoas que me conhecem, não é a ti que vou dar. estas-te a comportar como uma criança, e estas a ser injusto. por isso, se não estas contente, pira-te.
este, sem dizer qualquer palavra, saiu porta fora.

2 comments:

  1. e é assim que o drama todo comeca :D

    ReplyDelete
  2. uhh, que cena :O

    gostei!

    ReplyDelete